Setor alimentício enfrenta escassez de profissionais de diversos níveis

O setor de bares e restaurantes encontra enormes desafios no mercado de hoje. Além do alto custo de administração do negócio, acompanhado de alta carga tributária, o ramo de alimentação enfrenta uma luta diária pela escassez de mão de obra, seja ela qualificada ou não.

Apesar do aumento do número de desemprego no país, mesmo realizando ampla divulgação das vagas, os empresários do ramo continuam encontrando dificuldade para encontrar profissionais como garçons, cozinheiros, ajudantes e caixas: “mesmo anunciando exaustivamente em jornais e sites, não conseguia encontrar garçons qualificados. Muita gente pensa que basta pegar alguém sem emprego e o colocar para servir. Não é assim. São necessários técnica, educação e disciplina. Com essa dificuldade, optei por buscar uma empresa especializada no fornecimento de mão de obra para que eu ganhasse tempo”, afirma Jorge Thomas, dono do Restaurante Bambina.

 161eec33-5227-48d1-84b9-4a83bfce7ab7

A terceirização de mão de obra torna-se uma opção positiva para o setor e outros benefícios são apontados por quem faz esta opção de contratação. “Além de não perder tempo em recrutamento e seleção, o fornecedor de mão de obra faz a substituição dos mesmos em até 24h sem custo. Outro fator que ajuda muito é o alívio da burocracia na gestão de pessoal. Toda a documentação, encargos e benefícios fica por conta do fornecedor, poupando possíveis passivos trabalhistas e me possibilitando focar somente na qualidade da prestação do serviço dos colaboradores”. Diz Jorge.

0 Likes
385 Views

You may also like

Comments are closed.